🇺🇸 AmarSemfim sailboat / 🇧🇷 veleiro amarsemfim

🇺🇸 Jeremiah 31:3 / 🇧🇷 Jeremias 31:3

Colonia del Sacramento – Uruguay (08/08 – 14/08) – **Primeiros Dias**

Deixe um comentário

Muita história para se descobrir e conhecer em Colonia.

Depois de descansar da viagem, despertamos e tomamos um bom café; então saímos a fazer os tramites legais nossos e do barco… o que acabou tomando pouco mais do que todo o período da manhã.

Passeando pelas ruas de paralelepípedo, no entanto, ao pedir informações, conhecemos um casal já de mais idade que nos explicou onde comer sem pagar preço cobrado a turista. Era o restaurante do filho… na Plazoleta Manoel Lobo (ou algo assim). Mas não parou aí. Ele não só nos indicou o restaurante, como também se ofereceu, ele e a sua senhora, a nos levar até lá com seu carro (realmente no era longe, mas foi tão gentil que não pudemos recusar!)

Barrio Viejo é o nome do bairro, e do restaurante também. Lá comemos um dos melhores chivitos que já comi em terras uruguayas. Realmente espetacular e com um preço muito bom. Serviram ao Ric um copo de cerveja (enorme)… o dia estava tão lindo e tudo tinha tão cara de “festa” que acabei pedindo pra provar… quem me conhece sabe q não bebo cerveja. Pelo menos não dava um gole sequer há mais de 20 anos! Não gosto… acho amarga e sem graça. Mas a situação toda colaborava pra uma provadinha. E ficou nisso mesmo. Um gole (muito boa, de verdade), e voltamos aos sucos naturais (ou à coca-cola, mesmo!).

A manta no pasto (gramado convidativo) não podia faltar, e uma soneca bem tirada, pós-almoço de frente para a Basílica del Santísimo Sacramento, na Plaza de Armas Manuel Lobo, no bairro histórico, foi impagável… (recomendamos levar livros!!! 🙂 )

Vimos muita coisa. Mas sem saber por onde começar, ficamos meio que rodando pelo bairro histórico meio sem rumo, apenas admirando.O que notamos, chamávamos a atenção das crianças, como por exemplo obras luso-espanholas dentro da Basílica me permitiram ver um pouquinho de história com eles… uma vez que a cidade tem colonização de ambas civilizações. Na visita as ruinas do Portón de Campo (portões antigos da muralha da cidade), pudemos presenciar um pedido de casamento <, além de uma das mais belas vistas que a cidade oferece. Algumas das paredes da muralha serviram de entretenimento para as crianças que resolveram “praticar escalada”.

Mais a frente, em outra praça, Ric e as crianças fizeram amizade com um cachorro de rua, que nos seguiu e nos acompanhou por um bom tempo. Muito bem cuidado, depois fomos descobrir que era alimentado pelos restaurantes da região e se banhava no rio (lindo o cãozinho!).

Terminamos est dia no barco… sem internet! Eu, escrevendo os posts a mão, o Ric preparando o jantar (kibe assado), e as crianças perambulando pelo barco. Não!!! Não precisamos de mais do que isso… de mais nada. A SUA graça nos basta. Obrigada, querido Deus!

 

AmarSemFim |)|)

 

 

Autor: helenayoshima

Tripulante da embarcação "Veleiro Amar Sem Fim"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s