🇺🇸 AmarSemfim sailboat / 🇧🇷 veleiro amarsemfim

🇺🇸 Jeremiah 31:3 / 🇧🇷 Jeremias 31:3

“FÉRIAS” – Outubro 2014 com a família, em terra!

2 Comentários

Depois dos dias lindos e em muito boa companhia que passamos em Itajaí (SC), rapidamente, depois de muito pensar (e pouco agir, infelizmente) conseguimos organizar uma estada em terra, com a família. Em breve, seria aniversário da minha sogra, e esta foi uma das principais razões que nos levou a fazer a loucura de alugar um carro e viajar de Itajaí a Valinhos (passando por Registro, onde mora meu irmão). Loucura, porque na atual situação, arcar com o aluguel do carro, gasolina etc, fugia um pouco (ou melhor, bastante) do nosso orçamento. Mas, além de uma destas principais razões, havia outras. Eu fui tia 2 vezes este ano. Perdi o nascimento da filha (Duda) da minha irmã, em junho, e da filha (Manu) do meu irmão, em agosto… e estávamos há cerca de quase 2 anos longe de “casa”. 

A palavra “casa” tem um significado diferente pra nós, hoje. Temos nossa “casa-barco” que faz o papel da nossa casa “fixa” (fixa, no sentido de que é sempre ali que estamos, mas ela, na verdade, é móvel, duh!!!); temos nossa “casa”, que é nossa “família” e a comunhão que desfrutamos quando nos reunimos; temos nossa “casa” (“igreja”) onde sentimos a mais agradável e perfeita comunhão debaixo da presença quase paupável do nosso Criador, Redentor e Senhor Jesus; e por fim, temos a “casa-eterna”, da qual em breve faremos parte, porque, convenhamos, nossa estada “aqui” não é nada senão “temporária”, não é mesmo?

Enfim, calculando preços, gastos, investimentos, e tudo o mais, percebemos que deixar a nossa mascotinha, Jolie, em uma hotelzinho para cães seria, além de cruel (1 mês longe), também extremamente caro… se junto com isso ainda pagássemos as passagens de ônibus para nós quatro, chegaríamos ao valor do aluguel do carro… que por sua vez, nos permitiria viajar com a Jolie e com mais conforto. Nos permitiria parar em Registro para visitar meu irmão e ver sua família que crescera há pouco… Foi o melhor que pudemos fazer para desfrutar um pouco de cada ladinho das famílias e matar um pouquinho da saudade que há tempo nos matava. MAS, a correria para a partida, infelizmente, não nos permitiu arrumar a “casa” antes de sairmos, e quando o Ric finalmente voltou a Itajaí depois deste 1 mês fora, a cabine era um caos! Deixemos isso para mais para frente… ou podemos até nem falar disso… (acho que vou por este caminho, mesmo – rsrs). A questão é que Ric e nós sairíamos por 1 mês em terra e depois apenas ele, Ric, voltaria a Itajaí com um de seus irmãos, irmãos na fé e amigos para uma experiência de vela que os levaria de Itajaí a Ilhabela (nosso “porto” ou “sede”) – com uma parada (meio que necessária) na Ilha do Bom Abrigo… que fica para um próximo post – com a autoria do Ric.

Saímos em direção a Registro – SP no comecinho do mês de outubro, de carro. A viagem foi muito boa e tranquila, pelo que somos imensamente gratos a Deus. Com eles, pudemos passar uns 3 dias… curtindo a companhia do meu irmão e da minha cunhada, da pequena Ana Sofia e da recém-chegada, Manuela. Foi um tempo muito bom. Diria maravilhoso, para ser realmente sincera. Estava no ambiente onde a família do meu irmão está em casa e mais a vontade… é o “canto”  deles… e poder compartilhar disto foi lindo e me fez muito bem, e com certeza às crianças também. Mas digo mais isso por causa das conversas, da união, dos desabafos, das confissões, das lágrimas (estes detalhes ficam apenas nas nossas mentes, cunhada! É privilégio nosso poder ter compartilhado momentos tão importantes juntas – te amo, irmãzinha!), das orações, e pela gratidão de ver, ali, Deus tão presente. Que família abençoada e linda eles formam debaixo da graça de Jesus. Obrigada, meu Deus, por dar a cada um ali a oportunidade de Te conhecer e desfrutar da Tua presença, Teu amor e Tua graça.
(continuação depois das fotos)


Logo, saímos em direção à Valinhos. Era a vez de ver os aniversariantes do mês e sua família (meu cunhado também aniversaria no mesmo dia que minha sogra)!!! Chegamos bem em Vinhedo, e em seguida Ric já foi devolver o carro em Valinhos. Em Vinhedo, ficamos muito bem hospedados na casa da minha sogra… por mais de 15 dias, pelo que também somos muitíssimos gratos. Que gostoso foi poder passar este tempo com eles. Claro que, sendo Vinhedo a nossa última moradia, tínhamos também várias outras coisas a fazer e diversas outras pessoas também para ver. (Confissão: não foi fácil para mim passar por São Paulo e não entrar para ver minha família. Além disso, não imagino a cabeça dos meus pais, em saber que estávamos ali do lado, e que, porém, seguiríamos sem parar… Mas em Cristo, tenho a certeza de que Ele supriu isso tanto no meu coração quanto no coração deles.) Em Vinhedo tivemos a oportunidade de celebrar a família, rever grandes amigos que fazem parte de nós e de quem somos hoje. Sou grata a Deus por cada momento vivido em Vinhedo antes de nos mudarmos dali, e pelos que vivemos durante estes 15 dias. Além disso, Deus me permitiu conhecer o PG (pequeno grupo de comunhão) dos adolescentes (do qual Juca participou), o PG da noite de sexta-feira, do qual participam pessoas amadas como nosso cunhado e cunhada, e outros casais com os quais nos relacionávamos antes… Lá pudemos rever irmãos amados e queridos e conhecer pessoas dos mais variados estilos. Ainda, pude frequentar por 3 sextas-feiras seguidas, o PG da Dani. Este PG é só das meninas – parece o club da Luluzinha. Nele, pude aprender mais da Palavra e tive a oportunidade de me alegrar e chorar também com a história da cada uma… Sou imensamente grata, ainda, pelo especial encontro que tivemos, já na segunda metade de Outubro – que me fez voltar de SP só para poder dedicar ao Senhor alguns preciosos minutos da minha vida (que é dEle), compartilhando com este mesmo PG a história que Deus tem escrito em nossas vidas, enquanto vivemos no AmarSemFim. Como foi especial! Ainda em Vinhedo, pudemos participar do curso “As seis metáforas de um casamento feliz”, ministrado pelo Pastor Charles McCord (que conhecemos há anos, fez meu batismo ainda quando criança e nosso casamento). Como foi edificante!

Da nossa estada em Vinhedo, muitas coisas levamos no coração além do que já comentei: os cafés, almoços, lanches e bate-papos com amigos, recém conhecidos, irmãos e família; lamentamos apenas a oportunidade que nos faltou de poder compartilhar da graça e amor de Deus com o corpo de Cristo do qual somos parte e que se reune aos domingos. Mas Deus tinha algo mais pra nós… um pouco mais adiante no calendário que nos ocupou e que Ele usou para preencher, de certa forma, esta lacuna. Também somos gratos pelas oportunidades que Deus nos deu de trabalhar os relacionamentos das crianças também. Sei que para o Juca, a saída de Vinhedo foi dolorida e mais difícil (assim como foi pra mim!). Sei, também, quantas vezes nos abraçamos chorando a falta que nossos amigos faziam (e fazem!). Ouvir meu filho dizer pra mim (depois de encontrar com seus amigos mais chegados, depois de quase 2 anos): “Mãe, foi como se eu nem tivesse ido embora!!!” encheu meu coração de paz e alegria. Deus no controle, sempre… agindo, cuidando e trabalhando… sem nem mesmo nos darmos conta.

Deixamos Vinhedo cheios de gratidão… a Deus pela Sua graça e pelo trabalho que nos permitiu fazer para a Sua honra e glória; e a família, que nos hospedou, nos emprestou carro, nos ajudou em tudo que precisamos durante nossa estada lá. E aos amigos e irmão (antigos e novos) que nos acolheram com tanto carinho, amor e compreensão. Mas já era hora de partir. Mais para frente no calendário descobriríamos que veríamos ainda outras vezes casais de amigos e irmãos, e que podemos voltar a ver a família ainda outras vezes, querendo Deus e permitindo Ele que possamos compartilhar do Seu amor assim o fazendo.
(continuação depois das fotos)

Chegamos a SP. Aquela SP que me dá náuseas só de imaginar seu trânsito; que nos mata de estresse… essa SP que também tem sido a cidade dos meus pais há anos, e dos meus outros irmãos também. Fomos muito bem acolhidos e recebidos pelos meus pais, pudemos passar tempo com eles e tivemos o privilégio de conhecer e visitar igrejas em sua companhia. Uma delas foi a Calvary (antiga Metropolitan Church de SP), onde participamos de um maravilhoso encontro de missões, uma escola dominical incomparável, e de um culto de celebração da ceia do Senhor. Foi muito gostoso poder estar novamente em uma igreja “americana”! Nos deu saudades do tempo que passamos em Orlando com amigos queridos da First Baptist Orlando (igreja de lá). As crianças também amaram! Ainda em SP, visitamos a Igreja Batista Memorial Alphaville (do Sidney Costa… e onde também pastoreia os Pastores Charles McCord e Fernando Barcelos), e lá, tivemos a especial e maravilhosa oportunidade de compartilhar do que o Senhor tem feito em nossas vidas a bordo do AmarSemFim durante o “Sunday Service” (culto em inglês, ministrado aos domingos a tarde) e durante o culto da noite. Pudemos, em um dos domingos que ali congregamos, ter uma conversa muito edificante com o Sidney, e passar mais tempo junto da família McCord em um almoço de domingo. Foram momentos muito especiais nos quais pudemos sentir o mover do Espirito Santo, pudemos derramar nossas vidas diante do Senhor mais uma vez, e receber as bençãos que Ele tinha e tem pra nós. O mesmo sentimos na igreja Ministério Alfa e Omega (dos pastores Haroldo Maranhão e Fúlvia). Aliás, diga-se de passagem, o que sentimos ali foi incomparável. Ric pôde compartilhar muitas bênçãos, e a oração final pareceu nos levar ainda para mais perto do Senhor. Somos tão gratos a Deus pelas oportunidades de compartilharmos nossa vida e também aprender tantas coisas!!! Mas já estava chegando ao fim… estava, em breve, chegando a hora de ir embora.

No comecinho de novembro, Ric e sua tripulação se preparavam para a saída de Itajaí (à Ilhabela). Logo me despedi dele (que seguiu junto com seu irmão a Itajaí), para que pudesse seguir viagem e trazer nossa casa… para nossa sede (o AmarSemFim para Ilhabela). Fiquei com as crianças ainda mais uns dias, com meus pais e meu irmão. Mas depois… despedida!!! Muitas fotos, muitas lágrimas, mais ainda beijos e abraços apertados. Ciao queridos; até breve!

O próximo post vem do Ric, sobre a saga de Itajaí – Ilhabela! E em seguida, o mês de novembro em Angra e Dezembro na Ilha. Espero que tenham desfrutado da leitura! :))

#AmarSemFim |)|)

Autor: helenayoshima

Tripulante da embarcação "Veleiro Amar Sem Fim"

2 pensamentos sobre ““FÉRIAS” – Outubro 2014 com a família, em terra!

  1. Oi Helena, bom saber de vocês, que família linda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s