Veleiro Amar Sem Fim

Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí. Jeremias 31:3

Posts

“A Reforma” (em nosso Homeschooling)

Dentre os temas sobre os quais não me canso de falar, está, sem dúvida o da Educação… em suas variadas e diferentes formas. Educação formal, informal, de base, ensino em geral… e sem dúvida, reservo grande espaço para as nossas descobertas, como família, do que entendemos como Homeschooling e de como o vemos e vivemos.

Temos tido diferentes experiências no campo do homeschooling e isso, no início, frustrou-me um pouco. Em posts anteriores relatei algumas dificuldades na fase inicial… Hoje, um pouco mais confiante e com mais afinidade com a prática, sinto-me um pouco mais segura até, para falar de erros e acertos.

Encontrei-me em uma situação, hoje, onde aconselhava uma homeschooler a “relaxar”… também lhe disse que o homeschooling não caiu de paraquedas na vida daquela família (ou algo assim)… Antes de pressionar a tecla “return” (ou “enter”), li para o meu marido o que havia escrito, para que ele pudesse me dizer o que achava, antes mesmo de finalizar o processo de envio. Ele me disse algo que já o ouvi dizendo outras vezes e com o que sempre concordei, algo do tipo “é bem interessante o quanto aprendemos quando nos dedicamos a ajudar o próximo… falamos algo para as pessoas, mas é algo que serve perfeitamente para edificar também a nós mesmos…

Realmente uma das palavras chaves… de peso… mais marcantes… que ouvi nesta minha breve relação com o HS até o momento foi “RELAX!“. Palavrinha libertadora!!!! MAS q não tem absolutamente nada a ver com desleixo ou negligência… e sim com o respeito que se pode ter pela sua família com relação ao perfil e ritmo de cada um… inclusive (e talvez até “principalmente”) com o seu próprio. Vivi isto de forma maravilhosa hoje e relato a ocasião mais abaixo.

Outra questão que envolve nosso “despreparo”, medo, sentimento de insegurança, etc, é a reveladora noção de que o HS jamais entra na vida de uma pessoa sem que Deus o tenha colocado de alguma forma no coração do homeschooler, primeiramente. No meu caso, ainda ouso dizer que Ele plantou a semente e ela brotou quase de imediato, uma vez que o tempo que levamos para refletir sobre tudo que o envolvia não passou de uma semana. Acho até que por conta disso, tenhamos tido um início mais turbulento do que o que pode se esperar. Mas isso não vem ao caso, agora. É importante lembrar que Deus está a frente de cada um dos nossos planos e passos, e que trabalha tanto em nosso querer como em nosso efetuar. Então é aí, neste momento, que encontramos paz para “relaxar” e entender que nada do que Ele faz pode ser frustrado… por mais que leve tempo e que precisemos ser moldados, etc, Deus está a frente do meu planejamento semanal, e eu posso relaxar. Sempre lembrando, no entanto, de fazermos tudo como se fosse para o Senhor, como se Ele estivesse diante de nós, com excelência e dando nosso melhor.

Trabalhei esta questão especifica com meu filho mais velho (10 anos) hoje. Andava meio desanimado e sem interesse… Mas não era sempre. As vezes acordava muito disposto, fazia trabalhos, apresentações orais, estudos e redações marcantes, mas outras vezes as aulas pareciam se arrastar pelo dia todo… e via com certa freqüência um ar de “muxoxo” em seu rostinho. Hoje, já cansada da atitude (porque afinal de contas também sou humana), apelei para a “diretoria”, e fui falar com meu marido sobre o lance. Enquanto conversavam tive também a chance de mostrar para meu filho a oportunidade que Deus lhe havia dado, relembrando-o das mudanças tantas que ocorreram em nossa vidas nos últimos meses. Mostrei a ele a importância de levarmos a sério nosso trabalho / estudo e de que o que quer que façamos, deve ser feito para glorificar o nome de Deus… MAS havia algo dentro de mim dizia-me que eu também poderia ajudar de alguma outra forma e, quando ele voltou a sala, começamos a conversar novamente. Uma pergunta aqui, outra ali, respostas sinceras e a participação da irmã – bem como a do pai –  mostraram-me q poderíamos fazer algumas alterações na rotina de modo que tudo se tornasse mais agradável a todos… uma reforma no nosso HSProblema resolvido!!! Mudamos, pela segunda vez, nosso estilo e maneira de trabalhar. O resultado foi um filho leve, menos áspero nas respostas, mais tolerante… além de um clima mais saudável dentro de casa…

É isso que queria compartilhar agora. HS não é e nunca vai ser uma ciência exata… justamente porque é extremamente subjetivo e flexível! E graças a Deus por isso!!!! Também sou muito grata por ter tido a benção de ver com sensibilidade a situação e de perceber que a mudança poderia também e principalmente começar em mim.

A ideia final é de que não devemos nos cobrar tanto… não devemos nos desesperar. Tudo tem seu tempo e seu propósito. Fiquemos firmes nEle!!! Mas estejamos sempre atentos e de olhos abertos para que não percamos a chance de fazer a diferença… nem que seja apenas dentro de casa, na nossa família1

Termino com um relato sobre algo que vivi com minha filha no fim da semana passada, que já foi publicado anteriormente na minha página pessoal do FB, mas que acho que pode trazer-nos uma linda perspectiva…

Que experiência linda tive c/ a Marii Mariimarii no fim da semana passada….

No meio da tarde, com enxaqueca, me retirei da sala e me dirigi a cabine, buscando silêncio e quietude, e onde me deitei com as luzes apagadas.

Alguns minutos mais tarde, Mari aparece perguntando se eu gostaria que ela lesse algo para mim, para que me sentisse melhor! 

A verdade é q isso era a última coisa q eu queria no momento… MAS, entendi o qto aquilo poderia significar para ela…. E para nós!

Ela então, acabou indo buscar nossa Bíblia sagrada ilustrada, e leu a história da Torre de Babel para mim.

Que gracinha foi poder sentir seu zelo e cuidado, lendo o texto com voz branda, apoiada em uma almofada ao meu lado…

Atribuo um pouco disso ao Homeschooling, q fez renascer alguns momentos em família q a rotina antiga nos havia sutilmente “obrigado” a deixar de lado. 

Desde q começamos com o Homeschooling, retomamos nossos cultinhos domésticos , nossas orações, em conjunto, e leituras da Bíblia e de outros livros… 

Sempre lemos a Palavra, depois alguns capítulos de algum livro em inglês (para terem ainda mais contato com a língua) e em seguida lemos algo em espanhol (para prática) ou francês (pra introdução)… Gastamos fácil, mais de 1 hora neste momento em familia, ao fim do dia… 

E quer saber de uma coisa? NÃO TROCO ISTO POR NADA!!!

#ThankYouLORD
#AmarSemFim #AmarSemFimKidsAdventure
#LoveMyFamily

———-XXXXX———-

Amar Sem Fim x Argentina x Homeschooling – Mais VITÓRIAS!

Amanhã (01 de Junho de 2013) completamos 3 meses a bordo do AmarSemFIm. Mais um mês dentre tantos outros q ainda virão… Estamos atracados na Argentina já faz pouquinho mais de 1 mês… e aqui estamos vivendo! O tempo está gelado, já tivemos febre, gaganta inflamada, resfriados e crises de sinusite… Mas nada tira a alegria de poder viver e experimentar tudo o q Deus tem nos dado, e por tudo q tem nos feito passar. Nada passa desapercebido… Seu olhar está sobre tudo, sobre todos nós, sobre cada detalhe.

Muito me chateava não poder postar sobre o Homeschooling (ensino doméstico). Primeiro por não ser reconhecido como atividade legal no Brasil, e segundo q, por ser ilegal, jamais tinha me ocorrido q pudesse haver um livro (tão arrojado) q pudesse me orientar sobre tudo isso, a ponto de me fazer sentir segura para postar sobre o tema. A realidade é q aquelas fotos q tiramos em fevereiro, qdo as caixas da Calvert School chegaram lá na Ilha (Ilhabela)… aquelas fotos marcaram o começo de mta coisa nova.

A questão da viagem e da mudança toda, a maioria sabe q não partiu de mim… A maioria sabe q a resistência não partiu das crianças… A maioria sabe do q passou no coração e cabeço do Ric… Alguns detalhes, no entanto, ficam guardados pra nós q os vivemos. Não pq sejam sigilosos, mas pq não tivemos a oportunidade muitas vezes de nem ao menos pararmos pra entende-los. Com a correria do dia a dia, a venda da casa, a organização da viagem q fizemos em dezembro, a saída do trabalho, os documentos das crianças para as transferencias de escola, etc… e toda a ideia da mudança implicou na fato de q não tive tempo nem oportunidade para me organizar de forma q pudesse me informar sobre o q realmente é o homeschooling. Ou seja, qdo aquelas caixas caíram no meu colo… respirei fundo e pensei “Vou fazer o q sempre fiz… vou dar aulas. Só q meus alunos serão os meus filhos…” e, sem experiência alguma nem conhecimento algum sobre a transformação q o homeschooling realmente propõe, passei os demais dias, semanas e meses lutando para trazer a escola pra dentro de casa.

A questão é q a proposta de homeschooling sugere q haja uma transformação na sua forma de ver o sistema de educação todo. Agora, imagine você, como tirar de um sistema uma pessoa q vivia o sistema? Durante todo este tempo, fiquei batalhando e me estressando, estressando as crianças etc… pq não conseguia cumprir com o conteúdo proposto para o dia… NEM UMA VEZ, SEQUER!!! Estava MEGA atrasada com o planejamento e não conseguia fazer com q as crianças “andassem”. “Frustração” era a palavra q me rodeava!! “Sou professora, como não consigo fazer dar certo?”. Já ouvi (e li) muitos comentários do tipo “Homeschooling não é pra qualquer um” e isso me deixava mais incomodada ainda. “Se não for pra uma mãe, professora… vai ser pra quem, oras?!”.

Enfim, chegando na Argentina, tinha a esperança de conseguir implantar um pouco mais de ordem e rotina, uma vez q isso era impossível durante as travessias, viagens ou curtas estadas (como em Punta del Este – onde tínhamos q escolher entre 2 ou 3 dias para conhecer o lugar e a cultura, mesmo q brevemente… ou estudar). Ilusão mais uma vez. A rotina foi, sim, estipulada… Mas era uma tortura para todos nós!!! Eu acordava todos os dias as 6:15, e tentava despertar as crianças… q demoravam pra levantar – CLARO! Depois de beijos de bom dia, abraços, higiene e café da manhã, conseguiamos começar as aulas (por volta das 8:00). Estudávamos até as 10:30. Fazíamos um intervalo de 1/2 hora. Recomeçávamos as 11:00 e não parávamos até as 13:00 ou 13:30. Acreditem, ainda NÃO dava pra terminar o conteúdo. Fiquei ainda mais frustrada!

Enquanto isso, íamos vivendo… conhecendo pessoas e lugares. Estreitando os laços q já tínhamos estabelecido com os amigos argentinos do club (velejadores), e com a família de Cristo. E foi na Igreja Presbiteriana de San Andrés q conheci Camila. Camila foi “host mother” do meu irmão, Tito, qdo ele esteve na Argentina para um programa de intercâmbio entre igrejas, chamado EIXO (no Brasil – EJE na Argentina).  Tito, então, me indicou essa igreja e me deu o contato da Camila (uma pessoa maravilhosa!!!)

Pra resumir um pouco a “saga”… Camila nos apresentou Silvina (esposa, mãe de 4 crianças de 11 a 4 anos – Homeschooler), e fomos a casa de Silvi para pedir orientação – uma vez q ela é homeschooler há mais de 7 anos. Apesar da frustração, eu sabia q o fato de eu ser novata tinha grande peso no meu “insucesso”. Silvi nos orientou sobre dividir responsabilidades (crianças e eu – de rotina e de estudo). Foi uma tarde sublime… um verdadeiro divisor de águas. Pouco tempo depois, participamos de um encontro q envolveu várias famílias argentinas de homeschoolers em um museu, para estudar sobre a história da Argentina (pq em breve se daria a celebração de 25 de maio – q é mto importante e celebrada com vigor!). Neste encontro conheci outras mães q praticam o homeschooling e até o unschooling! Mais uma oportunidade marcante. E ontem, tbm tive o privilégio de poder me encontrar com uma nova amiga, Heather Lynn, americana, mãe de 2 meninas, e q faz o unschooling. Tudo junto, além do fato de estarmos morando na Argentina, serviu para nos mostrar q Deus estava cuidando de mim, de nós… e q nossa escolha  estava de acordo com a Sua.

Na casa de Silvi aquele dia, enquanto conversávamos, ela me perguntou qtos livros eu já tinha lido sobre homeschooling e quais eram. A pergunta me causou tanta surpresa q demorou pra q eu mesma entendesse a razão do meu espanto. A coisa no Brasil é ilegal. Sendo ilegal, jamais imaginei q poderia haver um livro tão arrojado e audacioso, q pudesse informar sobre o q é homeschooling… O máximo q eu tinha feito era me inscrever em algumas páginas do FB q tratassem do assunto. A verdade é q a proposta do homeschooling, não é para trazer a escola pra dentro de casa!!! Vendo as revistas q Silvi me emprestou, e o livros (em sua maioria de conteúdo e fundamentos cristãos), pude observar q as crianças estudavam debaixo da escada, por exemplo, ou jogadas no sofá, trepadas em árvores… E ESTAVAM APRENDENDO!!! Estavam progredindo… estavam andando! Enquanto as minhas, q ouviam durante toda a manhã, a frase “Sit Straight!!!!” (sente-se diretio – indicando para ter uma postura adequada de estudo) estavam tão frustradas qto eu, ou mais!!!

Homeschooling exigiu de mim uma reprogramação de valores educacionais, involvendo conceitos de família e de educação de forma mto intensa, linda e… libertadora! Hj, João e Maria acordam a hora q desejam, pq sabem o q têm de fazer. Sabem q têm q arrumar as camas, trocar de roupa, escovar dentes e cabelos, tomar café e ler a bíblia, para depois começarmos os estudos!!! Sabem q podem estudar geografia, historia e ciências fora do barco. Sabem q podem estudar leitura em seus quartos. Enfim… têm seus cantos de estudo, têm suas tarefas estipuladas, seus conteúdos também.. e têm a direção de como querem conduzir seus estudos, pq sempre deixo uma folha sobre os meus manuais de curso e de matemática, com o nome da cada um e a lista de o q fazer, como e onde fazer, e qto tempo levar em cada matéria… E têm a mim a sua disposição para esclarecer o q não entendem, explicar algo novo, ou simplesmente estar do lado deles… e apoiá-los Mas sabem tbm q se não o fizerem, vão acumular conteúdo pro fim de semana. Ao deixar parte da responsabilidade nas mãos deles, demos a eles a chance de praticarem uma nova forma de agir! E têm sido vitoriosos! Todo o conteúdo do dia tem sido trabalhado de maneira inteira, da forma sugerida e esperada… pq se sentem motivados e com liberdade para fazer escolhas. Muitas vezes faço adaptações, claro… mesmo pq tem perfis diferentes de estudo. Aplicar os conceitos de homeschooling é inovador, gratificante e libertador!!! Trazer a ele, conceitos de unschooling é fabuloso e muito interessante… extremamente motivador!!! Trazer conceitos tradicionais tbm o são, e é muito edificante.

EU sei em q cada um dos meus filhos se sai bem e onde têm dificuldades. EU sei q posso aplicar esta ou aquela atividade desta ou daquela forma, pois tenho acompanhado todo o seu desenvolvimento. EU sei o q se passa na cabecinha deles… EU tenho a possibildade de incutir conceitos de vida, e de vida em Cristo enquanto estamos juntos!!!

EU… eu só quero a agradecer a Deus por me cercar de pessoas tão seguras e informadas… e prestativas e amorosas. EU… eu quero q agradecer a Deus por ter me dado minha PRIMEIRA SEMANA de sucesso (essa semana) como homeschooler!!! Pois Ele tem capacitado a mim e as crianças para terminarmos todas as aulas… completas (bem como ao Ric, pq ele tbm é grande responsável para fazer com q isso dê certo)!!!

Hoje um pouco mais cedo, ouvia sobre a experiência de uma pessoa q está viajando o mundo de forma diferente… verdadeira aventura e realmente incrível… MAS pra mim, hj… sabe o q é incrível??? Deus ter nos dado esta vitória!!!

Somente a Deus toda a Glória!!!
#AmarSemFim (Helena)

ImageImageImage

———-XXXXX———-

*Homeschooling (Argentina – Maio/2013)*

Para ler o post sobre “Pioneros en el País”, clique aqui ==> Pioneros en el país

Nosso blog está desatualizado, falta muito conteúdo sobre o que já aconteceu conosco durante nossa travessia até a Argentina, e sobre nossa estada aqui. Já faz quase 1 mês q estamos instalados em um club náutico e as postagens acabaram ficando em segundo plano… Infelizmente, uma vez q me agrada muito poder postar aqui.

No entanto, algumas coisas se tornaram prioridades. Dentre elas, aprender!!! Temos muito o q aprender. Preciso aprender a organizar melhor meus horários, a ensinar melhor a meus filhos a organizarem seus horários, a tirar melhor proveito do tempo q têm (temos) de estudo… de forma gostosa e sadia… preciso deixar de lado o legalismo e o autoritarismo da frase que mais falei durante meus primeiros meses de homeschooling “Sit straight!”, e lhes dar a liberdade de desfrutar do espaço onde vivem e do q têm ao seu redor…

Dia 15 fui a casa de uma pessoa q ainda não conhecia, levada por uma amiga q acabei de conhecer… Fui apresentada a uma mãe q faz homeschooling ha mais de 7 anos… q nos recebeu (a tds nós: Ric as cçs e eu) muito carinhosamente, e com muita disposição foi esclarecendo algumas dúvidas sobre homeschooling e abrindo meus olhos para a essência desta prática. Louvo a Deus por aquele momento!

Dia 23, fomos ao Museo del Bicentenario, a convite desta mesma pessoa… e pra minha surpresa, fomos apresentados a várias famílias q ali estavam (levando seus filhos ao museu como um field trip),  e q tbm fazem homeschooling. Foi um momento marcante e inesquecível para todos nós… Almoçamos todos juntos e aproveitamos este tempo para nos conhecermos melhor, e investir na sociabilização das cçs… e na nossa tbm. Depois fomos ao museu Cabildo de Buenos Aires, e a La Prensa… Todo o passeio voltado para o ensino da história argentina – país onde estamos vivendo e que celebra hj, 25 de maio, a data 25 de Mayo de 1810 – Revolucion de Mayo. O foco era ensinar tudo isso para as crianças, e trabalhar a interação social!!! Objetivo alcançado!!! Louvo a Deus tbm por mais este evento!

No link segue um texto escrito por uma das mães q conhecemos. Vale a pena verificar o q escreveu esta pessoa tão doce, esta mulher de Deus, esta amiga q quero preservar para o resto da vida! Desfrutem!

<>< AmarSemFim (|(|

———-XXXXX———-

*Surpresas & Vitórias*

A cada dia, Deus nos surpreende com algo inesperado (claro, caso contrário não seria “surpresa”) ou nos presenteia com uma linda vitória em Seu nome e para a Sua glória!!!
É sempre assim… não há dúvidas!!! Q lindo este amor q Ele derrama sobre nós nos cercando do Seu cuidado em todo o tempo… em todo o tempo, sendo bom… cuidando dos detalhes da nossa vida… “Que Deus!!!” (como diria o Pastor André)… Que Deus!!!

São pequenos detalhes como deitar a noite na cama da cabine do Amar Sem FIm… naquele calor da ilha… aquela brisa que entra pela gaiuta aberta… e poder admirar as estrelas… uma lua cheia… Ou sentar no cockpit ou na área externa do barco (na rede estendida entre os mastros) e poder ler a Palavra, fazer um momento devocional silencioso… ou observar um nascer do sol… ou pôr…. Ou ainda, ser recebido e acolhido com tanto carinho por irmãos de diferentes igrejas (quer seja de Vinhedo, da Ilha, ou de São Luis…) q resolveram nos abraçar demonstrando tanto amor…

Mas, vitórias temos tido quando Deus nos capacita a entregar bíblias no Saco da Capela, por exemplo, numa tarde em q chovia muito… colocando disposição no coração do Ric e nos coraçõeszinhos das cçs para vestirem a capa de chuva, pegarem o bote e levarem a palavra até pessoas (e embarcações) próximas.

Mas muito disto vc já leu no blog ou nos posts do FB, né?

Hoje vai um post novo sobre uma nova vitória que queremos celebrar com vcs!!! E através dela vemos Deus abrindo portas com as quais nem contávamos… Não por falta de fé, mas talvez por falta de “pensar grande” ou “arriscar”… dar um passo um pouquinho maior… sei lá!

Ontem a tarde recebemos um e-mail da Calvert School (junto cm um telefonema), confirmando a qualificação do João Filipe no seu “Placement Test” (teste de nível) ao se candidatar para cursar o 4o ano com a proposta de homeschooling que a escola oferece. Estávamos todos meio ansiosos pois o teste (que tem 16 páginas) tem provas de leitura e interpretação (em inglês), escrita de redação (em inglês), língua e gramática da língua inglesa e matemática… Daí, então a gente pára tudo e olha pra trás… pra 2011 (bem no comecinho) quando Deus colocou no meu coração o desejo de matriculá-los (João e Maria) no Red Balloon de Valinhos (e depois de alguns meses, me presentear com uma maravilhosa e inesquecível vaga de trabalho como professora lá)… e dar a eles a oportunidade de cursar 2 anos de inglês usando uma metodologia diferenciada que, no fim das contas, proporcionou o sucesso de ambos, nos permitindo matricular meus filhotes no homeschooling da Calvert…

Hoje, ainda, além de expressar minha (nossa) enorme gratidão a Deus por tudo isso e muito mais, ainda desejo muito agradecer o Red Balloon por ter recebido meus filhos e desenvolvido neles habilidades tão especiais; à Nina Nóia, Priscila Domene e Cecilia, pelo trabalho de coordenação ao trabalhar com meus filhos e me receber na equipe do Red Balloon; ao Joel, pela excelente direção da escola, às professoras Valeria Devastato, Bartira Agatao, Cristal Maria, Marilana Ribeiro e Nina Nóia que se dedicaram tanto ao ensino da língua inglesa aos pequenos e trabalharam com muito empenho (e definitivamente “sucesso”) na alfabetização deles no inglês… e à toda a equipe de professores, secretárias, administradores, auxiliares etc… por todo carinho e dedicação no trabalho q empenham e empenharam tão maravilhosamente!!! Certamente, vcs são grandes responsáveis pelo sucesso do João na prova q teve o resultado liberado ontem a tarde e da Maria. Muito obrigada!!! Lembro de cada um de vcs com mto carinho e gratidão sempre!!!

E por fim… hj compartilho o seguinte com todos:

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal” Mateus 6:25-34

E ainda:

E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?” Lucas 11:9-13

Com amor (e graridão),

Helena Y.

AmarSemFim |)|)

———-XXXXX———-

*Calvert – Homeschooling Program (Educação Domiciliar)*

Uma dúvida mto comum, e uma pergunta q ouço sempre q conto a alguém sobre o projeto é:

_ “E a escola e os estudos das cçs?”

Pois é! Claro q este não seria nunca considerado um assunto sem importância!!! Ainda mais por mim, Helena… rsrsrs. Claro q não seríamos relapsos ao ponto de não considerarmos todas as opções viáveis q atendessem nossas necessidades, expectativas e q, acima de tudo, oferecesse a eles – João e Maria – um ensino de qualidade.

Depois de visitarmos várias escolas e consultarmos várias famílias em situação como a nossa… depois de meses refletindo, lendo blogs, posts, etc sobre homeschooling… Decidimos por matricular as cçs no programa de ensino doméstico da Calvert School (uma escola americana com tradição em ensino doméstico – mto comum nos EUA – e q foi a organização q atendeu a família Shürmann no ensino de seus filhos por vários anos – em mar). Enfim, Maria e João fizeram testes de nivelamento e foram aprovados para cursar as séries solicitadas (e sugeridas pela Calvert).

Encurtando a história toda, q a maioria já conhece de posts anteriores, quero compartilhar a alegria das cçs ao receberem as caixas com o material da escola… Que lindosssss!!!

A espera… a ansiedade… consultando a cada dia o site da USPS e dos Correios pra verificar e acompanhar o andamento do pedido:

Image

Na recepção: Corri tanto pra alcançá-los… mas eles foram mais rápidos. Qdo cheguei a Mari já estava abraçada com uma das caixas:

ImageImageImageImage

Image

Magina se eu tbm não tava ansiosa…

Read Me First brochure:

Image

Vamo q vamo!!! \o/

#AmarSemFim |)|)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s