🇺🇸 AmarSemfim sailboat / 🇧🇷 veleiro amarsemfim

🇺🇸 Jeremiah 31:3 / 🇧🇷 Jeremias 31:3

De novembro/14 à janeiro/15 (resumão)

Deixe um comentário

Cansei de esperar… Pronto, falei!!! rsrsrs

Desculpem-me os leitores e os que nos acompanham… Venho esperando um post sobre a perna de Itajaí (SC) a Cananéia (SP), mas todo o resto ficava pendente… esperando… Então, lanço a sugestão aos tripulantes daquela perna: se desejarem criar um post sobre como foi a viagem pra vocês, façam-no e enviem o a mim, para que o poste aqui e o compartilhe com os demais leitores… Todos e qualquer um dos tripulantes daquela pena pode contribuis (por favor – hehehe)

Sigo, então com as postagens sobre o fim de ano, sobre o começo do ano e sobre nossa chegada e estada no Rio de Janeiro.

Os meses de novembro, dezembro e janeiro, passamos no litoral norte de São Paulo e sul do Rio de Janeiro. Muitos dias passamos em Ilhabela… outros tantos passamos em Angra… e mais alguns em Paraty e Ubatuba.

O fim do mês de novembro e começo de dezembro, passamos em Angra, com alguns amigos que nos cederam seu píer. Mas para chegar até lá, paramos em Paraty. Uma perna feita de noite com tripulantes que embarcaram em Ilhabela em busca de uma aventura de 10 horas (mais ou menos – até Paraty) a bordo do AmarSemFim (desfrutando da comida de um amigo velejador especialista em culinária a bordo). Depois da estada em Paraty, passeamos pela baia de de Angra e de Ilha Grande. Nossos amigos nos levaram a conhecer várias praias e ilhas, e fizemos passeios incríveis, como o de seguir uma trilha até uma cachoeira… deliciosa! Lá, pudemos também conhecer um pouco da cidade e visitar 2 igrejas. Uma delas nos acolheu muito bem e voltamos outras duas ou três vezes. Somos muito gratos aos amigos queridos que nos hospedaram tão bem, e que se dispuseram a levar-nos a lugares tão lindos durante nossa estada na região. Aproveitamos muito. E somos também muito gratos  Deus pela oportunidade que tivemos de conhecer a Igreja Batista Monte Gerizim (em Angra), e pela a acolhida dos irmãos de lá – recebam também nosso carinho e gratidão.

No começo de dezembro, celebramos nosso aniversário de casamento. Escolhi passar em Paraty. Foi muito bom. Sabíamos que em seguida, alguns amigos nossos lá do interior, viajariam pra Ilhabela e decidimos que seria bom, já que saíamos de Angra, já voltar pra Ilhabela, parando em Paraty para passar nossas bodas. Paraty é apaixonante e um dos lugares mais charmosos que já conheci.

Voltamos pra Ilhabela e passamos dias lindos na companhia de amigos queridos. Passeamos e fizemos com eles, uma perninha até a Ilha do Tamanduá. Lá, dormimos uma noite… Bom, “dormir” é modo de dizer. Estou segura de que todos deitaram na cama, mas certamente ninguém pregou os olhos por mais do que alguns minutos. Era muita chacoalheira… Mas a experiência valeu (né?).

Pouco depois, já pensando em seguir caminho a Angra e, depois, Rio, seguindo nosso destino de ida ao norte… sempre norte, resolvemos parar em Ubatuba pra ver mais alguns amigos – os quais não víamos há anos e que além de amigos queridos, são irmãos na fé, e foram padrinhos do nosso casamento! Que delicia e que privilégio passar este tempo com vcs. Obrigada, também, pela visita ao AmarSemFim! 🙂

Ufa… de volta as Ilhabela pra acertar alguns detalhes e nos prepararmos pra sair… quando a saúde do meu pai nos chamou a atenção e atraiu a visita de todos os filhos. Não podia ser diferente por aqui. Saí de Ilhabela, aproveitando que estávamos “pertinho” de SP, e subi. Fiquei uns dias lá, matei a saudades mais um pouquinho e voltei pra Ilha, me assegurando de que estavam todos bem. Bom, agora vamos, certo? Não!

Meu cunhado, sua esposa e as filhas passariam uns 20 dias na Ilha… não podíamos perder a oportunidade de velejar com eles, de passar tempo com eles, e de ver a interação das crianças com as primas. Foi um tempo muito gostoso e cheio de aventuras náuticas. Foi interessante também por outro detalhe. Como ficávamos ancorados no Perequê e meu cunhado ia sempre a Armação, tínhamos que fazer este trecho quase todos os dias. Não digo isso como uma obrigação, mas o fato de termos que fazer isso nos ensinou  muito. Houve um dia que o vento estava tão bom que conseguimos sair e voltar, ancorando e tudo, apenas com as velas… sem ligar o motor uma única vez! Não, sei… os velejadores “macacos velhos” que me perdoem, mas pra nós foi uma grande conquista. Estávamos mais entrosados. Com a gente mesmo, um com o outro e com o barco e as velas… foi muito legal.

Passamos tanto o Natal como a virada do ano na Armação… em família. Só nos 4! Nosso Natal foi encantador, simples, singelo… como deveria ser… como foi a mais de 2000 anos atrás! E nosso réveillon nos trouxe a oportunidade de estabelecer planos e metas, diante de Deus e de Sua palavra, para o ano de 2015. Seguindo uma tradição da minha casa, escolhemos versículos que nos seguirão por todos os dias deste ano… buscando sempre um caráter mais próximo ao de Cristo.

Passando meu aniversário no começo do ano, um pouco depois, Ric precisou subir até Sorocaba para ver seu olho (que tem a córnea transplantada). Foi uma aventura a sua subida e descida, mas deu tudo certo. Está tudo perfeito com seus olhos!

Prontos para sair!?! Uffffa… Mas ainda não!!!!

Descobrimos que precisávamos resolver algumas pendências burocráticas e médicas. Voltamos para mais uns dias em Vinhedo (e uma tarde em SP). Resolvemos as questões burocráticas e médicas por lá… e descemos já planejando, finalmente, a próxima viagem.

Agora sim… zarpamos!!! Mas sem antes voltar a ver mais queridos amigos que passaram alguns dias na Ilha e com os quais passamos algumas horinhas… muito gostosas e em muito boa companhia. A amizade de vocês e o amor de Cristo que nos une, nos comove e constrange! Enfim, saímos da Ilha no dia 30/02/2015 as 7:45 da manhã. Na companhia de um novo tripulante. Alguns dias antes de zarparmos, tivemos a alegria de conhecer uma pessoa que nos acompanharia durante nossa viagem até Búzios… mal sabíamos ainda, o que nos reservava nosso Deus Pai… e que a viagem teria de ser mais curta… mas muito mais proveitosa e cheia de surpresas (que são nada mais do que presentes de Deus em nossas vidas)…

Logo mais no próximo post: “Búzios!!! (Ou Rio?)”

/)/) #AmarSemFim

 

Autor: helenayoshima

Tripulante da embarcação "Veleiro Amar Sem Fim"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s